Quinta-feira, 10.12.09

O Fascínio pelo Assassino #10 - Hey Joe

Hey Joe é um tema celebrizado pela interpretação de 1966 da Jimi Hendrix Experience, contando a história de um crime passional - porque é que nunca se deu este caso prático nas faculdades de Direito portuguesas para se estudar a problemática 'homicídio qualificado vs homicídio privilegiado' é mais uma das coisas que nunca vou conseguir entender.

Estruturalmente, diga-se que a música é um bom suporte para a letra, tendo a sua progressão de acordes ascendente o dom de propulsionar o efeito dramático crescente da história, que começa pela intenção de matar, ao que se lhe segue o crime e a posterior fuga para o México para evitar o castigo.
 
A verdadeira autoria de Hey Joe é um tema bastante complexo, sendo que a 'doutrina' divide-se entre se tratar de uma música do folclore dos Estados Unidos ou uma música composta por Billy Roberts (em 1962, a partir de uma melodia tradicional), que registou os direitos de composição em seu nome.

A música foi passando 'de guitarra em boca' e vice-versa, tornando-se uma música recorrente no repertório do rock de garagem da Califórnia. A mais conhecida é a versão dos The Leaves. Perdão, três versões dos The Leaves, a primeira em 1965 (com o título Hey Joe Where You Gonna Go?) e as restantes em 1966 (já apodada de Hey Joe). Em baixo fica uma delas.

Hey Joe - The Leaves

Hendrix ouviu-a e, da mesma forma como faria com All Along The Watchtower de Dylan, tornou-a sua e definitiva, gravando-a em single em 1966 e fazendo-a constar do disco de estreia da sua Experience, "Are You Experienced?", do mesmo ano.

Hey Joe - The Jimi Hendrix Experience

Após a gravação de Hendrix, muita gente fez-lhe o mesmo, de Cher aos Body Count, passando pelos Byrds, Tim Rose, os Deep Purple 'and so on, back and forth'.

Frank Zappa optou por um caminho diferente e, em Punk Flower, do seu disco de 1968 "We're Only In It For The Money", toma-lhe o mote e o formato pergunta-resposta para brincar com o movimento floral dos 60's: «Hey, Punk, where are you goin' with that flower in your hand?/I'm goin' down to Frisco to join a psychadelic band...»

Flower Punk - Frank Zappa & The Mothers Of Invention

De todas as versões da canção, registe-se a versão de Patti Smith. Em 1974, Hey Joe foi o seu primeiro e óptimo single.

Hey Joe - Patti Smith
publicado por Olavo Lüpia às 01:55 | link do post | comentar | feedbacks (1)
Quarta-feira, 14.05.08

You Are What You Is - A Onomástica no clã Zappa


Busto de Frank Zappa, Vilnius, Lituânia

Não se trata apenas da peculariedade do nomes dos discos, como "Hot Rats", "Lumpy Gravy", "We're Only In It For The Money", "Uncle Meat", "Weasels Ripped My Flesh", "Chunga's Revenge", "Ship Arriving Too Late To Save a Drowning Witch", "You Can't Do That On Stage Anymore" (Vol. I - VI) ou "The Best Band You Never Heard In Your Life" e a lista continua...
Frank e Adelaide Gail Sloatman tiveram 4 filhos, cujos nomes originaram repetidas questões de jornalistas e anfitriões de talk shows.
À primogénita, nascida em 1967, foi ofertado o prodigioso nome Moon Unit Zappa. «Na verdade, foi uma escolha entre esse e Motor Head», explicou o pai a David Letterman, numa entrevista em 1982. É actriz e música, mas ficou mais conhecida por, aos 14 anos, ter sido a voz afectada de Valley Girl, uma paródia às miúdas superficiais de San Fernando Valley, LA.

Valley Girl - Frank Zappa (com Moon Unit Zappa)
"Ship Arriving Too Late To Save a Drowning Witch" (1982)

O segundo filho de Frank foi registado como Ian Donald Calvin Euclid Zappa, mas só se apercebeu desse facto aos 7 anos, já que até aí (como depois) toda a gente lhe chamava Dweezil - a primeira escolha de Frank, recusada no registo civil lá do sítio. Por vontade do filho e com a ajuda de um advogado, Dweezil deixou de ser apenas alcunha e passou a nome oficial. É guitarrista e um muito bom guitarrista. Terá herdado essa característica do pai.
O terceiro filho chama-se - preparem-se! - Ahmet Emuukha Rodin Zappa, e é músico, actor e romancista.
A quarta e última filha do casal Zappa também tem um nome fora do comum, talvez o melhor de todos: Diva Thin Muffin Pigeen Zappa. Sim, esse nome todo...
Sim, estes nomes todos...

Diva, Ahmet, Moon & Dweezil

The Idiot Bastard Son - Frank Zappa & The Mothers of Invention
"We're Only In It For The Money" (1968)
Muffin Man - Frank Zappa & The Mothers
"Bongo Fury" (1975)
publicado por Olavo Lüpia às 01:57 | link do post | comentar
Terça-feira, 12.12.06

...

EU FIZ AS CONTAS...


Então... e o buço?

(confesso que resulta melhor com o outdoor da campanha...)

Girl, You'll Be a Woman Soon - Urge Overkill
"Pulp Fiction OST" (1994)
What's The Ugliest Part Of Your Body? - Frank Zappa
"We're Only In It For The Money" (1968)
Fine Girl - Frank Zappa
"Tinsel Town Rebellion" (1981)
publicado por Olavo Lüpia às 01:59 | link do post | comentar | feedbacks (1)

pesquisar neste blog

 

subscrever feeds

Rock Stock

Bichos Protegidos da Serra da Malcata

posts recentes

tags