Does Humour Belong In Music? (V)

Artur Gonçalves, fadista dos 70's. O que o homem fazia era pegar em standards do fado e muni-los com outros textos.
E que textos! Desde a depressiva e raivosa dor de corno (Dor de Cotovelo ou - atentem bem neste título - Não passes mais com ele na Musgueira), passando pela viagem dos jogadores do Sporting a Inglaterra para jogar nas competições europeias com o Sunderland (As Cassetes) até, como seria de esperar, a crítica social (Bairro Alto e seu entulho) e política (Ser Fascista, Vamos Dar Caça à PIDE, Chula dos Partidos ou A Bronca de Moscavide). Existe ainda uma incursão avant la lettre pela cantiga popular de cariz brejeiro, como se pode ouvir em Os Tomates do Padre Inácio ou Vira da Minha Terra (Vamos à Coina).
Sem mais, o magistral Artur Gonçalves.
(Nota: o som não é grande coisa. Mas isto merece MESMO ser ouvido)

Não passes mais com ele na Musgueira
Dor de Cotovelo
As Cassetes
Bairro Alto e seu Entulho
A Bronca de Moscavide
Ser Fascista

Post Scriptum - O melhor vídeo de sempre da política portuguesa já está na net (descobri eu, agora, que já estava na net, via Irmão Lúcia). Não resisti a alojá-lo, fazendo pendant com a veia política de Artur Gonçalves. Pinheiro de Azevedo, 1.º Ministro do VI Governo Constitucional, 1975. Caso para perguntar: Does humour belong in politics?

publicado por Olavo Lüpia às 00:18 | link do post | comentar | feedbacks (3)