Segunda-feira, 18.03.13

10/10 (dez-em-dez) - "Lady In Satin", Billie Holiday, 1958/Blue Mondays

 

 

01. I'm A Fool To Want You

02. For Heaven's Sake

03. You Don't Know What Love Is

04. I Get Along Without You Very Well

05. For All We Know

06. Violets For Your Furs

07. You've Changed

08. It's Easy To Remember

09. But Beautiful

10. Glad To Be Unhappy

11. I'll Be Around

12. The End Of A Love Affair

publicado por Olavo Lüpia às 12:50 | link do post | comentar
Sexta-feira, 11.06.10

Porque hoje é Sexta...

Chuck Berry

 

Maybellene (1955)

Roll Over Beethoven (1956)

Sweet Little Sixteen (1958)

Johnny B. Goode (1958)

You Never Can Tell, "St. Louis to Liverpool" (1964)

publicado por Olavo Lüpia às 11:00 | link do post | comentar
Segunda-feira, 19.01.09

Blue Mondays...


[Fotografia: Carl Van Vechten (23.03.1949)]

I'm A Fool To Want You
Glad To Be Unhappy
The End Of A Love Affair
Billie Holiday, "Lady In Satin" (1958)
publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar
Terça-feira, 27.05.08

O fascínio pelo assassino #1 - Lee Shelton

«William Lyons, 25, colored, a levee hand, living at 1410 Morgan Street, was shot in the abdomen yesterday evening at 10 o'clock in the saloon of Bill Curtis, at Eleventh and Morgan Streets, by Lee Sheldon, also colored.»
"Saint Louis Globe Democrat"
December 28, 1895 [fonte]
 

 

Lee Shelton é um nome que talvez dirá pouco a muita gente. Vamos, então, à sua alcunha e variações: Stack Lee, Stackalee, Stackerlee, Stagolee, Stagger Lee, Stack O'Lee, etc...
Numa conversa que Lee Shelton - que acumulava as ocupações de taxista e chulo - mantinha com o amigo Billy Lyons, os ânimos escalaram quando se conversava sobre política, tendo a contenda acabado com Billy a suplicar pela vida à arma que "Stagger" Lee empunhava. Terá sido mesmo a última coisa que viu, enquanto Lee foi para a prisão, onde morreu, em 1912, vítima de tuberculose.
A história acaba por ser transmitida pelo folclore oral das margens do Mississippi, crescendo, ponto por conto, até que Mississippi John Hurt a grava, há 80 anos atras, com o nome Stack O'Lee Blues:


Stack O'Lee Blues - Mississippi John Hurt
(1928)

30 anos depois, foi contada mais uma versão da história, Stagger Lee, por Lloyd Price, em regime rock & roll.

Stagger Lee - Lloyd Price
(1958)

Depois disso, muitas versões da música e da história foram cantadas, por gente como Bob Dylan, Bill Haley & His Comets, Dr. John, Woody Guthrie, Ike & Tina Turner, entre muitos outros - podem ouvir algumas delas aqui.

Para o disco "London Calling", os The Clash decidiram contar a história de uma maneira completamente antónima à versão consensual: Stagger Lee passava para o lado dos "bons", enquanto Billy era o "bad guy", em Wrong'Em Boyo:

Wrong'Em Boyo - The Clash
"London Calling" (1979)

Para melhor se verificar como pode uma história se transformar noutra muito diferente, e para quem for fã do gore nos mais tradicionais tons de vermelho-sangue e negro, vale sempre a pena não esquecer a excelente Stagger Lee com que Nick Cave & The Bad Seeds nos brindam no disco que pode, ou não, servir de inspiração à série de posts que agora se inicia, "Murder Ballads".


Stagger Lee, Nick Cave & The Bad Seeds
"Murder Ballads" (1996)
publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar | feedbacks (2)
Terça-feira, 01.01.08

Intermission

A gerência aqui do tasco espera que o vosso ano seja feito da "boa onda" que transborda deste vídeo com meio século:


A Gal In Gallico, The Oscar Peterson Trio*
Performance de 1958.


* Oscar Peterson - Piano; Ray Brown - Contrabaixo; Herb Ellis - Guitarra.
publicado por Olavo Lüpia às 17:20 | link do post | comentar
Terça-feira, 28.08.07

As Good as It Gets

John Coltrane (sax tenor) e Miles Davis (trompete) tocam So What, composta pelo segundo, num vídeo datado de 1958.



publicado por Olavo Lüpia às 01:08 | link do post | comentar | feedbacks (2)

pesquisar neste blog

 

subscrever feeds

Rock Stock

Bichos Protegidos da Serra da Malcata

posts recentes

tags

Creative Commons License
Andróide Paranóide by Andróide Paranóide is licensed under a Creative Commons License.