5 feedbacks:

Sãozinha a 31 de Outubro de 2006 às 16:26
Tu dá-lhe Tó! Outra grande malha...
Olavo Lüpia a 31 de Outubro de 2006 às 16:42
Mas... que Tó?! Quem é o Tó?!
Só se for aquele músico que fez uma banda mítica com os amigos Joaquim e Guedes: os Tó Quim Guedes...
Anónimo a 1 de Novembro de 2006 às 16:53
Grande, grande música. Grande, grande vídeo. Quem se lembrou de um dia dizer que estes tipos eram uma “versão easy-listening dos Oasis” devia ser punido recebendo nos seus intestinos a organização do XII Campeonato Internacional de Bobsleigh para Ursos Polares de Grande Porte.

Serge
Olavo Lüpia a 1 de Novembro de 2006 às 19:51
Serge,
lembro-me perfeitamente da discussão Oasis Vs Blur para se decidir qual das bandas representava a verdadeira herdeira dos Beatles. Isso foi aqui há uns 10, 11 anos.
Nunca percebi muito bem a contenda. Os Oasis sempre me aborreceram e faziam (com outros meios) exactamente o que os Beatles haviam feito 30 anos antes (Live Forever, Don't look back in anger, Roll with it, entre muitas outras)... Ora, isso não é legado nenhum.
Os Blur sempre tinham (bem mais) sumo e este The Great Escape, comparado, por exemplo, com o "Morning Glory" dos Oasis, do mesmo ano de 1995, é bem mais consistente e diversificado. Os Oasis, por muito que quisessem, não conseguiriam fazer uma "The Universal"... por razões até muito simples: enquanto que as referências do Oasis estavam sempre no universo dos Beatles e derivados, os Blur, para além destes, também bebiam ao pop rock dos anos 60 e 70 dos Pink Floyd e Syd Barrett e do Bowie, até ao dos anos 80, dos Smiths.
E depois, se quiseres apenas comparar as forças motrizes de cada uma delas:
Damon Albarn e Graham Coxon (até à sua saída), de uma lado, contra Noel Gallagher do outro... Hmmm... Need I say more?
Abraço.
Anónimo a 2 de Novembro de 2006 às 10:30
Concordo. Mais um voto para os Blur, na contenda com os Oasis.
Acresce que não imagino os Blur a serem corridos à "latada" do palco de um festival de verão, coisa que vi acontecer aos Oasis por terras de Sudoeste em 2000 (e que me fez rir que nem um perdido...)
Ass: O Maquinista