Terça-feira, 12.11.13

10/10 (dez-em-dez) - "The Violent Femmes", The Violent Femmes, 1982

 

 

01. Blister in the Sun

02. Kiss Off

03. Please Do Not Go

04. Add it Up

05. Confessions

06. Prove My Love

07. Promise

08. To the Kill

09. Gone Daddy Gone

10. Good Feeling

publicado por Olavo Lüpia às 14:42 | link do post | comentar
Sexta-feira, 10.04.09

Porque hoje é Sexta...




Jesus Walking On The Water, Violent Femmes
"Hallowed Ground" (1984)
publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar | feedbacks (1)
Quinta-feira, 18.12.08

O fascínio pelo assassino # 6 - Country Death Song


O ainda adolescente impressionável Gordon Gano (na sua versão 10.º ano de escolaridade) escreveu uma canção tendo por base uma notícia de 1862 sobre um homem que empurrou a filha para um poço, causando-lhe a morte, ao que se seguiu uma pequena viagem até ao seu celeiro para uma curta e definitiva querela entre a sua traqueia (a do homem, não a do querido cliente deste tasco que está a ler isto) e um nó de uma corda suspensa. A canção abre o segundo disco dos Violent Femmes, "Hallowed Ground".

Country Death Song - Violent Femmes
"Hallowed Ground" (1984)
publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar | feedbacks (1)
Sexta-feira, 07.11.08

Porque hoje é Sexta.../Violent Femmes Vs Gnarls Barkley


[É o chamado 'toma lá, dá cá'...]

Gone Daddy Gone - Violent Femmes
"Violent Femmes" (1982)
Gone Daddy Gone - Gnarls Barkley
"St. Elsewhere" (2006)



Crazy - Gnarls Barkley
"St. Elsewhere" (2006)
Crazy - Violent Femmes (2008)
publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar | feedbacks (1)
Sexta-feira, 15.02.08

Porque hoje é Sexta...




Please Do Not Go - Violent Femmes
"Violent Femmes" (1982)

[Pode não ser já hoje. Ou amanhã. Mas tenho a beata fé que chegará aquele dia em que a Humanidade vai agradecer a Brian Ritchie por tudo o que ele fez. Quer dizer, só esta "módinha" já era bem merecedora de uma estátua. Em ouro.]
publicado por Olavo Lüpia às 00:43 | link do post | comentar | feedbacks (2)
Quinta-feira, 03.05.07

Innerland #2

Na casa-mãe da Bor Land, com vista para a Avenida dos Aliados e da Câmara Municipal da Invicta, tive o privilégio de assistir ao evento da Bor Land - label dos portugueses Old Jerusalem, Carlos Bica, La La La Ressonance e Alla Polaca, entre outros -, de nome Innerland, na sua 2.ª edição.
Tratava-se de um concerto de Old Jerusalem, para 40 pessoas, com a promessa da maior intimidade possível - o que, estando a falar de Old Jerusalem, é mesmo a maior intimidade possível.
Por €15, via-se o espectáculo, era oferecido o "The Temple Bell" e ainda um buffet no final da festividade.
E, meus caros, a intimidade foi total.
Uma guitarra acústica, sem micros, um baixo eléctrico ligado a um combo e bateria tocada com as denominadas "vassouras", tudo arrumado a um canto de uma das divisões do espaço, sem qualquer preocupação com a iluminação ou qualquer outro recurso para a criação de ambiente.
Um Francisco Silva muito comunicativo foi o mestre de cerimónias e as músicas do catálogo de Old Jerusalem foram apresentadas quase despidas. Foi assim com Her Scarf, Ruler Of My Heart, Time Time Time e Twice The Humbling Sun, de "The Temple Bell"; uma ligeiramente diferente 180 Days, O Joy of Seeing You, Seasons, de "Twice the Humbling Sun" e Always Do, de "April".
Quanto a versões, também as houve. Sumarentas. Aliás, o concerto começou com For The Sake of The Song, de Townes Van Zandt, tocado a solo por Francisco Silva.
Mais tarde no alinhamento apareceu a fenomenal música de Neil Young, Harvest Moon, tocada em half tempo. Muito bem conseguida também.
Momento muito peculiar surgiu com uma versão de Proove My Love dos Violent Femmes (!).

Um excelente concerto, portanto. Único.
Aqui ficam as versões acima referida, mas agora pelos originais.

For The Sake of the Song - Townes Van Zandt
"Townes Van Zandt" (1970)
Harvest Moon - Neil Young
"Harvest Moon" (1992)
Proove My Love - Violent Femmes
"Violent Femmes" (1982)

Voltando a Old Jerusalem, regista-se aqui a estreia recente do clip da maravilhosa Her Scarf:


(Um abraço enorme à Catarina e ao Rui, a começar, pela simpatia)

publicado por Olavo Lüpia às 03:14 | link do post | comentar
Sexta-feira, 26.01.07

Porque hoje é Sexta...


Gone Daddy Gone, Violent Femmes
"Violent Femmes" (1983)
publicado por Olavo Lüpia às 00:47 | link do post | comentar

pesquisar neste blog

 

subscrever feeds

Rock Stock

Bichos Protegidos da Serra da Malcata

posts recentes

tags

Creative Commons License
Andróide Paranóide by Andróide Paranóide is licensed under a Creative Commons License.