Segunda-feira, 02.08.10

Blue Mondays...

 

 

 

Gimme The Heat

Nine Threads

Wake Me Up Before I Sleep

dEUS, "In A Bar, Under The Sea" (1996)

publicado por Olavo Lüpia às 20:32 | link do post | comentar | feedbacks (1)
Sexta-feira, 26.02.10

Porque hoje é Sexta...

Camel Walk, Southern Culture On The Skids

"Dirt Track Date" (1996)

publicado por Olavo Lüpia às 03:21 | link do post | comentar | feedbacks (2)
Sexta-feira, 19.02.10

Porque hoje é Sexta...

 

 

Couldn't She Get Drowned? (edit) - Zita Swoon

"Music inspired By 'Sunrise', a film by F.W. Murnau" (1996)

publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar
Quinta-feira, 09.07.09

Motion Picture Soundtrack

O visado definiu "Lucky Three: a Portrait of Elliott Simth" como sendo «um cruzamento entre um vídeo e um documentário, não sendo na verdade nenhum dos dois».
É um pequeno filme de 11 minutos realizado por Jem Cohen, no qual Elliott Smith faz performances 'live' de Between The Bars e Angeles, que viriam a ser incluídas no monumento lo-fi "Either/Or" (1997), com a canção Thirteen (original dos Big Star de Alex Chilton, no ano de 1972) de permeio.


"Lucky Three: a Portrait of Elliott Smith" (1997)
[Gravações: Outubro de 1996]

Realização: Jem Cohen
publicado por Olavo Lüpia às 00:33 | link do post | comentar
Sexta-feira, 30.01.09

Porque hoje é Sexta...

[Podemos avançar cinco, seis décadas do tempo de Django Reinhardt? Não quer dizer que o som tenha que ser radicalmente diferente...]


Put A Lid On It

Prince Nez
Hell
Bad Businessman
Squirrel Nut Zippers, "Hot" (1996)
publicado por Olavo Lüpia às 04:42 | link do post | comentar
Sexta-feira, 19.09.08

Porque hoje é Sexta.../Vídeos do Outro Mundo


Virtual Insanity, Jamiroquai
"Travelling Without Moving" (1996)

Realização: Jonathan Glazer
publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar | feedbacks (1)
Domingo, 14.09.08

As músicas são como as cerejas


É com I'm Jim Morrison, I'm Dead que começa o novo dos Mogwai - numa primeira audição, mais uma maravilha parida pelos escoceses. Já música em questão levou-me a um outro excelente truque de hipnotismo, proveniente dos infelizmente 'falecidos' Soundgarden.

I'm Jim Morrison, I'm Dead - Mogwai
"The Hawk Is Howling" (2008)

Applebite - Soundgarden
"Down On The Upside" (1996)
publicado por Olavo Lüpia às 19:54 | link do post | comentar | feedbacks (3)
Segunda-feira, 01.09.08

Blue Mondays...


Boot Camp - Soundgarden
"Down On The Upside" (1996)
publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar
Quinta-feira, 29.05.08

11



Rilkean Heart - Cocteau Twins, "Milk & Kisses" (1996)
Memphis - PJ Harvey, "Good Fortune (CD-Single)" (2001)
Memphis Skyline - Rufus Wainwright, "Want Two" (2004)

[Ten Years Gone]
publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar | feedbacks (1)
Terça-feira, 27.05.08

O fascínio pelo assassino #1 - Lee Shelton

«William Lyons, 25, colored, a levee hand, living at 1410 Morgan Street, was shot in the abdomen yesterday evening at 10 o'clock in the saloon of Bill Curtis, at Eleventh and Morgan Streets, by Lee Sheldon, also colored.»
"Saint Louis Globe Democrat"
December 28, 1895 [fonte]
 

 

Lee Shelton é um nome que talvez dirá pouco a muita gente. Vamos, então, à sua alcunha e variações: Stack Lee, Stackalee, Stackerlee, Stagolee, Stagger Lee, Stack O'Lee, etc...
Numa conversa que Lee Shelton - que acumulava as ocupações de taxista e chulo - mantinha com o amigo Billy Lyons, os ânimos escalaram quando se conversava sobre política, tendo a contenda acabado com Billy a suplicar pela vida à arma que "Stagger" Lee empunhava. Terá sido mesmo a última coisa que viu, enquanto Lee foi para a prisão, onde morreu, em 1912, vítima de tuberculose.
A história acaba por ser transmitida pelo folclore oral das margens do Mississippi, crescendo, ponto por conto, até que Mississippi John Hurt a grava, há 80 anos atras, com o nome Stack O'Lee Blues:


Stack O'Lee Blues - Mississippi John Hurt
(1928)

30 anos depois, foi contada mais uma versão da história, Stagger Lee, por Lloyd Price, em regime rock & roll.

Stagger Lee - Lloyd Price
(1958)

Depois disso, muitas versões da música e da história foram cantadas, por gente como Bob Dylan, Bill Haley & His Comets, Dr. John, Woody Guthrie, Ike & Tina Turner, entre muitos outros - podem ouvir algumas delas aqui.

Para o disco "London Calling", os The Clash decidiram contar a história de uma maneira completamente antónima à versão consensual: Stagger Lee passava para o lado dos "bons", enquanto Billy era o "bad guy", em Wrong'Em Boyo:

Wrong'Em Boyo - The Clash
"London Calling" (1979)

Para melhor se verificar como pode uma história se transformar noutra muito diferente, e para quem for fã do gore nos mais tradicionais tons de vermelho-sangue e negro, vale sempre a pena não esquecer a excelente Stagger Lee com que Nick Cave & The Bad Seeds nos brindam no disco que pode, ou não, servir de inspiração à série de posts que agora se inicia, "Murder Ballads".


Stagger Lee, Nick Cave & The Bad Seeds
"Murder Ballads" (1996)
publicado por Olavo Lüpia às 07:00 | link do post | comentar | feedbacks (2)
Sexta-feira, 23.11.07

Porque hoje é Sexta...

Há qualquer coisa em ver o Hélder Gonçalves em roupas de cor festiva e a dançar (e como ele dança, meu deus! Melhor que a Elaine, vá lá...) que me deixa um saudável sorriso nos lábios condizente com a sexta-feira (Rectius, toda e qualquer aparição do homem do baixo piccolo neste vídeo fica, certamente, gravada na memória de qualquer um! Infelizmente, também na dele)...


Pois é, Clã
"Luso Qualquer Coisa" (1996)
publicado por Olavo Lüpia às 00:56 | link do post | comentar | feedbacks (1)
Sexta-feira, 09.11.07

Porque hoje é Sexta...



Fell Off The Floor, Man - dEUS
"In A Bar, Under The Sea" (1996)
publicado por Olavo Lüpia às 02:14 | link do post | comentar | feedbacks (1)
Terça-feira, 02.10.07

O poder da sugestão

Palace foi uma das denominações utilizadas por Will Oldham (a.k.a. Bonnie 'Prince' Billy - outra!) para fazer música. Os Palace existiram como tal nos meados dos anos 90, editando dois discos ["Viva Last Blues" (1995) - de onde sai a música Old Jerusalem, que acabou por emprestar o nome a um dos melhores projectos da música portuguesa - e "Arise, Therefore" (1996)].
Trago-vos o título mais longo e sugestivo (e o mais gráfico, de certeza) do catálogo dos Palace:

You have cum in your hair and your dick is hanging out - Palace
"Arise, Therefore" (1996)

(com um obrigado ao Amândio pela sugestão, via mail)
publicado por Olavo Lüpia às 12:55 | link do post | comentar
Sábado, 18.08.07

Assustadoramente belo

(O Eduardo postou a canção n'A Divina Desordem e não resisti a colocá-la aqui também)

Sabia da admiração mútua e da relação peculiar que Jeff Buckley tinha com a Elizabeth Fraser (This Mortal Coil, Cocteau Twins). Não sabia é que havia qualquer registo de uma parceria entre ambos.
Felizmente, há. Belíssima.
Composta por Buckley, All Flowers In Time Bend Towards The Sun.


All Flowers In Time Bend Towards The Sun, Jeff Buckley & Liz Fraser
(1996)
publicado por Olavo Lüpia às 17:10 | link do post | comentar
Terça-feira, 31.07.07

Créditos finais

Giving up the Hero - Zita Swoon
"Music inspired by Sunrise, a film by F.W.Murnau - a 1996 Score" (1997)

«I'm giving up my trespass,
I think I'll sit upon my roof
I think that's
High enough for me to crawl
I think I don't need any proof

I'm giving up the hero,
I think I'll hang around
In this same old town,
I'll put my money down

And I, I was in a movie
I was on the run
I been in everybody shoes
I had my fun
I'm getting of your turnpike
I think I need relief
The dirttrack that I trust in
Is good enough for me
»
publicado por Olavo Lüpia às 12:06 | link do post | comentar

Palavras para quê? XI (reprise)

Depois de ter mostrado uma parte do lado instrumental dos Moondog Jr., os mesmos, já sob o definitivo nome de Zita Swoon e o seu primeiro lançamento: uma banda sonora para o clássico "Sunrise: A Song Of Two Humans" (1927), do realizador alemão F.W. Murnau.
Como filme belíssimo e intemporal e dos tempos anteriores ao "sonoro", "Sunrise" ou, em português, "Aurora", teve já múltiplas bandas que se propuseram a fazer a sua própria banda sonora, dos Lambchop aos Zita Swoon. Em Portugal, vi (no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra) a banda sonora que a Orquestra Láudano do ex-Belle Chase Hotel, Luís Pedro Madeira - belíssima, belíssima. Refira-se que a banda sonora original do filme é de Hugo Riesenfeld.
Concentremo-nos, então, nos Zita Swoon, cuja proposta de banda sonora é parcialmente cantada - se bem que, pelo nome da rubrica, já perceberam que o lado cantado terá de ficar para mais tarde...
A primeira escolhida é a música dos créditos iniciais; The Waiting é belíssima; Trip to the City é uma excelente música que só pode dar boa disposição (e um dos meus toques de telefone), enquanto que Peasant Dance pega no tema de Trip to the City e dá-lhe a volta ao compasso e ao feel geral.

Title: a song of two humans
The Waiting
Trip to The City
Peasant Dance
Zita Swoon, "Music inspired by Sunrise, a film by F.W.Murnau - a 1996 Score" (1997)
publicado por Olavo Lüpia às 01:34 | link do post | comentar | feedbacks (2)
Sexta-feira, 11.05.07

Porque hoje é Sexta...

Super Bon Bon (live) - Soul Coughing
original de "Irresistable Bliss" (1996)
publicado por Olavo Lüpia às 03:11 | link do post | comentar
Sexta-feira, 13.04.07

Porque hoje é Sexta...



The Distance, Cake
"Fashion Nugget" (1996)

Tendo em conta que hoje é dia de superstição, valerá talvez a pena darem uma espreitada à música escolhida numa edição mais antiga do "Porque hoje é Sexta...". É só clicar na palavra "Fantástico"!.
publicado por Olavo Lüpia às 01:17 | link do post | comentar | feedbacks (3)
Quinta-feira, 28.12.06

Assustadoramente belo


Want, The Cure
"Wild Mood Swings" (1996)

(letra)
publicado por Olavo Lüpia às 23:39 | link do post | comentar
Quarta-feira, 13.12.06

Assustadoramente belo/«I see dead people»...


Over Now, Alice In Chains
"MTV Unplugged" (1996)
publicado por Olavo Lüpia às 01:50 | link do post | comentar

pesquisar neste blog

 

subscrever feeds

Rock Stock

Bichos Protegidos da Serra da Malcata

posts recentes

tags

Creative Commons License
Andróide Paranóide by Andróide Paranóide is licensed under a Creative Commons License.