Assustadoramente belo

Um Fado Qualquer - Quinteto Tati
"Exílio" (2004)

"E enfim,
estava tudo bem ou coisa assim:
o apartamento confortável, bom design,
um amor normal
e tal.

Em vão procurou razões de exaltação
e voltou para casa
muito, muito devagar,
como quem não quer voltar.

Pensou nos tempos que em festas e dramas
bebeu pelos becos,
dançou nas vielas,
pôs todos os homens a cantar.

Mas hoje à noite, se um fado qualquer
soar estafado na sala de estar,
talvez se aguente sem nada dizer,
enchendo a boca durante o jantar."

Para quem não conhece, "Exílio" é um dos melhores discos portugueses dos últimos anos. Obrigatório! Quem conhece sabe bem do que estou a falar.
publicado por Olavo Lüpia às 02:07 | link do post | comentar