Novidades - Andrew Bird


Andrew Bird está de volta com o sucessor do excelente "Mysterious Production of Eggs", de 2005.
À primeira vista, "Armchair Apocrypha" não é um disco que traga muitas novidades em relação ao anterior. De facto, continuamos com o pop de inspiração clássica, aproveitando todos os recursos técnicos do multi-instrumentista Andrew Bird: ele é violino, ele é guitarra, ele é metalofone (ou glockenspiel, se preferirem), ele é aquele assobio já característico (ouça-se, entre outras, Cataracts e Scythian Empire) e uma voz excelente.
A pop de Bird tem depois inflexões que lhe já são características, como a música cubana (na excelente Imitosis), um tom grave e dramático (na impressionante Armchair), batida e percussões a evocar o trip-hop (em Simple X) e o folk (por exemplo, Scythian Empire).
Não há, dizia, cortes com o anterior. Parece mesmo que "Weather Systems" (2003) e "...Production of Eggs" foram os passos lógicos para se chegar a este "...Apocrypha", onde o som está mais amadurecido, ainda que menos subtil que o predecessor.
De resto, os arranjos são excelentes, com o uso - sem abuso - das cordas como recurso principal (excelente o pizzicato do violino que tece a malha em volta de Plasticities), belos trabalhos de vozes e muito bom gosto no acamar dos instrumentos e sons, denotando-se a inteligência de Bird. Tudo o que acabei de dizer está congregado, por exemplo, em Heretics.
Um belo disco, portanto. A ouvir bastantes vezes.

Imitosis
Heretics
Armchairs
Cataracts


(Para a informação completa sobre o disco neste blog, clicar no marcador "Armchair Apocrypha", em baixo)
publicado por Olavo Lüpia às 00:14 | link do post | comentar