O fantasma de Tom Joad

Tom Joad. Personagem do classico "As Vinhas da Ira", de John Steinbeck, e ponte improvável que une Bruce Springsteen aos Rage Against The Machine.
Quando, em meados dos '90, Springsteen decidiu (e muito bem) voltar ao acústico, pediu permissão aos herdeiros de Steinbeck para usar a personagem principal e o imaginário de "As Vinhas da Ira".
O disco "The Ghost of Tom Joad" foi lançado nos Estados Unidos faz hoje 11 anos e é o disco mais socialmente (re)activo de todos os de Springsteen - o "voltar de costas" dos Estados Unidos ao operário e ao imigrante (que sempre foi a base do famoso "melting pot" americano) e consequente marginalização de novos grupos sociais é a base e "motor" do disco.


The Ghost of Tom Joad, Bruce Springsteen
"The Ghost of Tom Joad" (1995)


Notando a especial relevância da letra, os RATM sugaram-na, revolucionando o som. No fundo, é mais uma música dos RATM, com uma letra do Springsteen. Uma grande música.

The Ghost of Tom Joad - Rage Against The Machine
"No Boundaries: a Benefit for the Kosovar Refugees" (1999)

(Descobri ainda, quando estava a escrever o post, que o sueco Jose González formou uma banda chamada Junip (que acho que ainda não tem disco lançado), a qual também fez uma cover da música, que aproveito para postar.
The Ghost Of Tom Joad - Junip)

publicado por Olavo Lüpia às 01:00 | link do post | comentar