O fascínio pelo assassino #3 - Charles Starkweather


Charles Starkweather era, fisicamente, qualquer coisa parecida com o cruzamento improvável entre Leonardo DiCaprio, James Dean (por quem o rapaz desenvolveu uma obsessão, vestindo-se e penteando-se como o actor) e uma conduta de ar quente. É um dos mais conhecidos spree killers, nome que os americanos dão a quem, numa mesma mesma resolução criminosa ou série de eventos temporalmente ligados, assassina uma pluralidade de pessoas.
No caso de Starkweather, foram onze vítimas numa road trip com a sua namorada Caril Ann Fugate, pelos Estados do Nebraska e do Wyoming, entre Dezembro de '57 e Janeiro de '58, tinha o rapaz acabado de fazer 19 anos. Caril Ann tinha 14. Entre as 11 vítimas contam-se a mãe, o padrasto e a meia-irmã de Caril Ann.
Nascido em 24.11.1938 na capital do Nebraska, Lincoln, e morreu aos 20 anos, através de uma descarga de umas dezenas de milhares de volts.
A sua história inspirou realizadores e músicas. Muitos filmes foram feitos com base na história de Starkweather, como "Badlands" (1973, Terrence Mallick). É baseado na história de Charles e Caril Ann, filtrada pela visão de Mallick, que Bruce Springsteen escreve a música que inicia e dá o título ao disco "Nebraska" (1982).

Nebraska - Bruce Springsteen
"Nebraska" (1982)
publicado por Olavo Lüpia às 15:10 | link do post | comentar