Does Humour Belong In Music?

Roubei a questão ao Frank Zappa - e ao seu disco de 1985 - para titular uma nova rubrica, onde vamos procurar a sua resposta. Por aqui vão passar nomes como o próprio Zappa, Manuel João Vieira (o único candidato Vieira com dignidade!!) e seus múltiplos projectos, Mr. Bungle, Nina Simone (!!) e Tom Waits, entre outros.

E comecemos por este último. Já tinha dito que este homem tem um sentido de humor fantástico. Quando tiverem um pouco mais de tempo e paciência, podem, por exemplo, clicar aqui ou onde diz "clica aqui, Amiguinho(a)" ou até mesmo onde disser "ó clica aqui, se queres ver" para visionar algumas entrevistas hilárias que o homem foi dando ao longo dos tempos. (este vai ser o post mais longo da história da cristandade...)

Indo direito ao assunto, disponibilizo duas musiquinhas nas quais o humor ocupa um papel central.
Primeiramente,The Piano Has Been Drinking (not me), originalmente editada no "Small Change" (1976), aqui numa versão live, presente na colectânea "Bounced Checks" (1981) - sim, eu sou um bocado ceguinho pelo homem! Trata-se de uma descrição fantástica do mundo, quando se recusa a aceitar uma premissa básica...
Depois, Better Off Without a Wife, do disco ao vivo "Nighthawks At The Diner"(1975), um hino à condição de solteiro. Antes ainda, uma introdução humorística a esta música. Escusado será dizer que devem ser ouvidas seguidinhas!
publicado por Olavo Lüpia às 03:05 | link do post | comentar