O que se leva de 2009 #5



Talvez o disco mais refrescante que se ouviu aqui no tasco no ano passado. Composição ultra-competente com arranjos de excelência, onde se destacam as vozes.
Maturidade para os Dirty Projectors, que ainda este ano tiveram um outro momento memorável, na colaboração com David Byrne, de nome Knotty Pines, para a compilação "Dark Was The Night".



Stillness Is The Move, Dirty Projectors
"Bitte Orca" (2009)
publicado por Olavo Lüpia às 02:23 | link do post | comentar